Saiba se a procrastinação está afetando a sua vida e como se livrar dela!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Procrastinar é o ato de adiar as tarefas que precisam ser feitas, e pode ter diversas causas. Você está sempre com prazos apertados, entregando tarefas em cima da hora e apresentando picos de estresse e ansiedade por causa da pressão no trabalho? Então, talvez você tenha o hábito de procrastinar, e esta é uma ótima hora para descobrir como vencer a procrastinação.

Para ajudar você a descobrir se é uma pessoa afetada negativamente pela procrastinação, trouxemos informações e dicas importantes sobre o tema. Não procrastine e continue a leitura!

Quais as causas da procrastinação?

As causas mais comuns da procrastinação no trabalho envolvem:

  • baixa autoconfiança;
  • dificuldades no relacionamento com a equipe, clientes ou líderes;
  • falta de entendimento completo sobre o assunto;
  • falta de motivação;
  • medo de falhar;
  • perfeccionismo;
  • prazos e metas intangíveis;
  • problemas com a organização do ambiente, do calendário ou no projeto;
  • problemas de concentração.

A maneira de vencer a procrastinação está diretamente relacionada com a origem do problema. Se você se considera uma pessoa procrastinadora, fique tranquilo: o problema não é raro e pode ser contornado. 

Quais os estágios da procrastinação?

Uma das informações mais importantes sobre a procrastinação é que ela costuma ocorrer em estágios previsíveis, o que facilita o seu combate. Conheça cada um deles.

Falsa sensação de segurança

Ter um prazo de entrega longo leva o indivíduo a continuar procrastinando o início de uma atividade, pois, a tranquilidade leva a um estado de relaxamento físico e mental que pode dificultar ainda mais a conclusão de um projeto.

Um processo muito parecido com o retorno das férias. Após o período de descanso, muitas pessoas precisam de um tempo maior para retomar o ritmo de trabalho. O problema é que, para o procrastinador, esse é um estado constante.

Desculpas

Nessa fase, tudo vira um motivo para que a tarefa não seja iniciada. Um e-mail não respondido, a falta de um determinado material, uma mercadoria que ainda não chegou, um feriado que se aproxima ou uma pequena prorrogação no calendário. Todos esses exemplos podem servir de desculpa para que o famoso ditado “por que começar amanhã o que se pode fazer hoje?”, seja ignorado.

Muitas vezes, a tentação de olhar as redes sociais, assistir a algum vídeo no Youtube ou realizar outra atividade mais prazerosa também se tornam um verdadeiro combustível para a procrastinação. Isso acontece porque nosso cérebro está mais preocupado em obter estímulos imediatos do que focar nos benefícios de uma atividade a longo prazo.

Negação

A negação costuma acontecer quando a data de entrega de uma tarefa está se aproximando. Por um lado, o procrastinador começa a sentir o trabalho acumular, e por outro, ele sabe que ainda resta um tempo para fazê-lo.

Esse estágio antecede a crise, a fase final da procrastinação e a mais perigosa. Ao mesmo tempo em que o profissional nega iniciar o trabalho, ele se arrepende por não ter começado antes. Em longo prazo, os efeitos podem ser devastadores.

Crise

Nesse ponto do processo de procrastinação, a crise acontece porque finalmente chega a hora de terminar o trabalho. O prazo está vencendo e não pode mais ser adiado. Ou o procrastinador acelera os processos, ou terá problemas com a sua conclusão.

O estresse induzido por toda a situação pode gerar crises de ansiedade, já que o trabalho deve ser concluído durante o pouco tempo que resta — o que também pode afetar a qualidade. Casos mais graves podem gerar crises de pânico ou exigir alguns sacrifícios, como perder horas de sono ou um compromisso importante para terminar as demandas.

Quais os possíveis impactos da procrastinação?

De acordo com uma publicação da Association For Psychological Science, adiar tarefas importantes causa estresse, o que leva a uma série de problemas relacionados ao corpo e a mente do procrastinador. Pesquisas sugerem uma baixa na imunidade, o que leva a um aumento nas dores de cabeça, problemas digestivos, gripes e resfriados, além de interferir na qualidade do sono.

Os impactos negativos não envolvem apenas a saúde do profissional, mas também estão relacionados ao seu desempenho no trabalho. A procrastinação interfere na conquista de metas, nas oportunidades de crescimento, na produtividade, nos processos de tomada de decisão e na imagem do trabalhador.

Empresas e clientes começam a perceber que o indivíduo leva mais tempo que o necessário para cumprir determinadas tarefas, ou que a qualidade do serviço é inferior ao da concorrência. Com isso, procuram oportunidades mais alinhadas às suas demandas, é quando o profissional é, efetivamente, prejudicado.

Como vencer a procrastinação?

Existem motivos para que a pessoa procrastine, e descobrir que motivos são esses é fundamental para compreender como o ciclo começa e os estágios são vividos.

Muitas vezes, a necessidade de executar uma tarefa perfeita, esperar o momento certo para iniciar uma atividade ou ter todos os materiais necessários em mãos, são motivos que levam um profissional a adiar o início de um trabalho. Quando você entende quais são os seus motivos, fica mais fácil contornar.

Por exemplo, se você ainda não tem todos os materiais necessários em mãos, somente o suficiente para dar início a uma determinada atividade, comece com o que está ao seu alcance. Caso esteja passando por um bloqueio criativo, tenha um bloco de anotações sempre em mãos e registre todas as possíveis referências que surgem no dia a dia.

Outra dica valiosa é respeitar intervalos e descansar. A sobrecarga de trabalho pode causar uma estafa mental. Com isso, você até pode iniciar uma tarefa, mas a tendência é que a interrompa diversas vezes, para checar e-mail, redes sociais e outras distrações.

Mesmo que o prazo seja longo, é importante iniciar os projetos o quanto antes. Dessa forma, os períodos de descanso podem ser respeitados com mais tranquilidade e você evita cair no ciclo da procrastinação.

Viu como é possível vencer a procrastinação? Seguindo nossas dicas, você não só aumenta sua performance, como também conquista mais qualidade de vida. Afinal, a tendência é diminuir a pressão e, consequentemente, o estresse e a ansiedade.

Para ter acesso a outros conteúdos de qualidade e com assuntos como esse, assine nossa newsletter e receba-os diretamente em seu e-mail. 

SEGUNDA COM A SETTA

Comece sua semana recebendo nossa newsletter com os melhores hábitos e dicas sobre organização, produtividade e bem-estar.


Outros posts