O segredo para trabalhar melhor: gerencie sua energia, não seu tempo

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

A maioria de nós responde ao aumento das demandas e mudanças do trabalho dedicando cada vez mais horas a ele, o que inevitavelmente nos prejudica no sentido mental e emocional, favorecendo o burnout

De acordo com um artigo publicado pela Harvard Business Review, o principal problema de trabalhar por muitas horas é que o tempo é um recurso finito. Quando estamos falando de energia, a história é outra.

Já que a quantidade de horas que temos é um dia é sempre a mesma, mas a energia não é, a dica é aprender a administrar o seu tempo com base na disposição que você tem para melhorar sua performance e produtividade, e não o contrário.

Quer saber como você pode fazer isso? Confira nossas dicas abaixo.

Entenda que sua energia não é constante

Nossos níveis de energia aumentam e diminuem ao longo do dia (em ciclos de aproximadamente 90 minutos, chamados de ritmos ultradianos). Existem vários fatores que a influenciam:

  • A qualidade do sono da noite anterior;
  • O que você come;
  • Quantas vezes você faz pausas durante a jornada de trabalho;
  • Suas emoções;
  • Seu propósito (ou a falta dele).

Quando você está mais energizado, provavelmente executa uma tarefa mais rapidamente e com menos erros do que quando seus níveis de motivação estão baixos. Por isso é importante entender o que drena e o que sustenta a sua energia.

Comece a se conscientizar de seus “períodos de pico”, ou seja: quando você tem o máximo de energia para fazer seu melhor trabalho. Tente usar apenas esses períodos para o seu trabalho mais importante ou que demanda mais foco.

Descubra qual é o seu propósito

Você pode acreditar que tem todo o tempo do mundo para trabalhar, mas se não estiver focado no que o motiva, está desperdiçando seu tempo.

O propósito do seu trabalho é o centro da sua energia pessoal, o que te obriga a agir. Ele repõe e sustenta o resto de suas fontes de energia.

Quando você ganha clareza sobre o seu “porquê” no seu trabalho ou na sua vida, você sente um impulso de energia para manter o seu ímpeto enquanto continua a sua jornada.

Tome menos decisões

Você sabia que Steve Jobs usava o mesmo modelo de roupas todos os dias para reduzir a fadiga de decisão no momento de escolher o que usar?

Isso acontece porque quanto mais responsabilidade tivermos, mais decisões precisaremos tomar. E essas decisões esgotam um recurso limitado de energia que temos a cada dia.

Quando você trabalha administrando sua energia, deve reduzir o número de decisões que precisa tomar. 

Sendo assim, a dica é diminuir ao máximo o número de escolhas por meio da eliminação, automação e delegação, para que você possa usar sua energia nas decisões mais importantes.

Use os hábitos a seu favor

Os hábitos consomem muita energia, mas também podem te ajudar a poupar tempo.

Isso acontece porque, a princípio, os hábitos consomem muita energia para se desenvolver e consolidar. Afinal, você precisa driblar a resistência que seu cérebro tem à mudanças na hora de desenvolvê-los. Essas atitudes focadas focado requerem muita energia. 

Uma vez que um hábito seja estabelecido, você economizará muito tempo e energia porque essas rotinas específicas agora serão automáticas, e não exigem nenhum esforço da sua mente.

Alguns pesquisadores evolucionistas acreditam que o cérebro conserva uma energia valiosa por meio da criação de hábitos. Aproximadamente 40% das ações que você realiza todos os dias são hábitos e não exigem muita reflexão, pois sua mente já está habituada a realizá-los.

Neste contexto, enquanto a gestão do tempo consiste em percorrer uma “lista de tarefas” o mais rápido possível, a gestão de energia consiste em desenvolver um conjunto básico de hábitos em torno do seu trabalho mais importante.

Se você precisa interromper o seu fluxo de trabalho todos os dias para responder e-mails, por exemplo, pode criar o hábito de reservar um período específico do dia para isso (como logo após o almoço).

Os hábitos têm o potencial de reduzir drasticamente sua “lista de tarefas” e economizar energia, transformando tarefas comuns de trabalho em atividades automatizadas.

Gerenciar sua energia significa ter autonomia sobre sua agenda e respeitar seus limites. Descubra seus pontos fortes, abra espaço para uma agenda mais flexível, como resultado, você será capaz de produzir mais e melhor.

Se você gostou deste post, assine nossa newsletter e receba mais conteúdos como este em seu e-mail.

SEGUNDA COM A SETTA

Comece sua semana recebendo nossa newsletter com os melhores hábitos e dicas sobre organização, produtividade e bem-estar.


Outros posts