Mudança de rotina na pandemia: por que você precisa (mais do que nunca) dos hábitos

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Há mais de um ano, o nosso dia a dia mudou de forma brusca: as viagens tiveram que ser adiadas, os encontros migraram para o ambiente virtual e todos nós tivemos que procurar novas formas de trabalhar, socializar e ter momentos de lazer dentro de casa. 

A nossa saúde mental também não foi a mesma: o aumento do estresse afetou a qualidade do sono de muitas pessoas em todo o mundo.

Como se isso não bastasse, um estudo da Fiocruz mostrou que os brasileiros relataram alterações de humor, piora na saúde e adoção de hábitos pouco saudáveis durante a pandemia.

Embora alguns tenham vivenciado mais incertezas que outros, lidar com uma mudança de rotina na pandemia foi uma realidade para todos nós. Por isso é comum ceder à tentação de desacelerar por completo ou se perder em um dia a dia completamente novo e desorganizado

Apesar de ser necessário dedicar tempo para o autocuidado, sair da rotina de forma repentina e abandonar hábitos antigos pode ser prejudicial para a nossa saúde mental. Neste post, você vai entender melhor o motivo de manter práticas fixas no dia a dia. 

Como lidar com a mudança de rotina na pandemia

Os dias da semana pré-pandemia eram dedicados a tirar as pessoas de casa durante a manhã para que eu pudessem dedicar a primeira metade do dia ao trabalho ininterrupto, e encerrar tudo por volta das 6 da tarde.

O momento após o trabalho seria então dedicado para cuidar da vida pessoal: afazeres domésticos, hábitos, família e lazer. Ultimamente, com a ascensão do home office, não há mais uma clara distinção entre esses momentos.

Já está claro que esta nova realidade não vai mudar tão cedo, e por isso é preciso ajustar a rotina para abraçar a nova situação. 

Os hábitos, neste contexto, servem como uma âncora no momento de dispensar o que não pode mais ser feito e manter as práticas que fazem sentido num momento de isolamento social.

Por que os hábitos são importantes

A sensação de desamparo que temos com a pandemia tem uma origem: o apego à rotina passada.

Os hábitos da nossa antiga rotina diária ajudavam a “padronizar” alguns de nossos comportamentos. Assim, não sentíamos a necessidade de pensar neles constantemente e focamos no que realmente é importante.

Por outro lado, a pandemia abriu portas para muitas tentações, como comer mal, ceder às distrações e ficar acordado até tarde por não precisar mais levantar da cama tão cedo. 

Neste cenário, os hábitos ajudam a equilibrar as doses de compromissos com diversão e descanso. Afinal, é possível fazer todas as coisas que gostamos sem exagerar, ao estipular uma rotina bem planejada.

O que você pode fazer

Aqueles que têm dificuldade para manter a constância de hábitos podem não gostar da repetição de tarefas e atividades diariamente. 

Promover uma mudança de rotina na pandemia, no entanto, não precisa ser aprisionador. E pode render benefícios para a saúde mental. Veja abaixo o que você pode fazer para manter seus hábitos.

Identificar o que é mais importante

Faça uma lista do que quer focar em várias categorias: saúde, trabalho, família e autocuidado. 

Formular seus objetivos

Os hábitos que vai definir dependem de suas metas. Se quer ter um corpo mais saudável, inclua a atividade física na rotina. Caso queira uma promoção na carreira, os estudos devem fazer parte do dia a dia. 

Veja os objetivos como o caminho que você terá que tomar rumo ao alcance de algo maior. Garanta a sua formulação de hábitos de forma que garanta que você vai gostar do processo, e não apenas do resultado que quer alcançar.

Reduzir a rotina a um cronograma simples

Defina blocos de tempo simples para os hábitos de cada categoria. Ao elaborar seu planejamento, adicione tudo o que pode ser relevante e remova o que não importa mais em tempos de pandemia.

Adaptar a rotina para a situação atual

Se você mora com mais pessoas, provavelmente terá que lidar com uma presença mais intensa dos demais em casa. 

Quem tem filhos, pode ajustar o horário de preparo de refeições e tarefas domésticas com base em sua rotina escolar. Deixe os exercícios ou trabalho para o horário em que estiverem estudando.

Ter tempo para cuidar de si

Tome um cuidado extra para incluir um tempo só para si mesmo na nova rotina. Pode ser muito fácil “deixar a vida te levar”, sem saber a diferença entre os dias de semana. 

Definir intenções conscientes de fazer uma pausa e relaxar todos os dias, ou retomar hábitos como a leitura podem fazer uma enorme diferença no meu bem-estar mental.

Encarar a mudança de rotina na pandemia pode ser uma tarefa tranquila para alguns, e desafiadora para outros. Não seja muito duro consigo mesmo se você não conseguir seguir uma rotina com hábitos bem consolidados no começo.

A ideia de uma rotina é que ela nos ajude a dar sentido ao dia a dia. E se alguém precisa disso agora, certamente somos todos nós.

Este artigo te ajudou? Então não pare por aqui. Continue no nosso blog para ler mais um post sobre ansiedade e home office. Aprenda a cuidar de sua saúde mental trabalhando de casa e não deixe de compartilhar este conteúdo com os amigos!

SEGUNDA COM A SETTA

Comece sua semana recebendo nossa newsletter com os melhores hábitos e dicas sobre organização, produtividade e bem-estar.


Outros posts