Como criar uma rotina produtiva? Descubra quais são suas tarefas não-negociáveis

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Como a sua rotina mudou a partir de março, com o início da pandemia? 

Se você faz parte do grupo de quase 9 milhões de brasileiros que passaram a trabalhar em casa neste ano, provavelmente concorde com a afirmação de que a flexibilidade do home office confundiu e misturou os limites entre trabalho e vida pessoal. 

Neste meio tempo, é possível que você acabe priorizando as necessidades de seus chefes, colegas de equipe ou clientes em vez de passar mais tempo com a família ou pensar em formas de equilibrar a rotina, buscando atividades e hábitos que promovam bem-estar. Não é à toa que uma pesquisa da Oracle revelou que as pessoas em home office estão se sentindo mais estressadas e ansiosas.

É a partir daí que surge a necessidade de criação de uma rotina mais produtiva: não para que você possa trabalhar mais, mas para que tenha mais tempo livre para fazer o que te agrada: seja aproveitar a companhia de quem ama, seja para se dedicar a projetos pessoais.

Neste post, vamos aprender a aplicar um conselho da área de finanças pessoais ao seu dia a dia para facilitar sua gestão de tempo. Parece inusitado? Então continue sua leitura para entender como criar uma rotina mais produtiva.

“Pague” a si mesmo primeiro

Na verdade, a expressão é uma ideia do best-seller “O milionário automático”, de David Bach. Neste livro,o autor explica que a maioria das pessoas tende a quitar todas as despesas fixas assim que recebem o salário, como o aluguel, contas de água, luz e mensalidades de estudos. Depois, só o dinheiro que sobra é administrado.

Embora existam consequências reais e imediatas pelo não pagamento dessas despesas, Bach sugere que seus leitores passem a “pagar a si mesmos” antes de transferir o dinheiro para seus locatários, fornecedores ou instituições de ensino. O objetivo é levar nossos compromissos pessoais tão a sério quanto nossas dívidas com terceiros.

Para isso, ele recomenda configurar um sistema automatizado para reservar dinheiro para seus investimentos ou outras metas de economia. Só depois, você deve pagar a todos os outros que deve.

No nosso dia a dia, é normal colocar o trabalho em primeiro lugar. Afinal, existem consequências reais e imediatas em perder o prazo de um projeto ou não performar como seus superiores gostariam. Além disso, você não sentirá os efeitos imediatos de não se exercitar, ler, sair com amigos, e se dedicar a seus hobbies, mas as consequências negativas disso para sua saúde mental certamente virão com o tempo.

Isso não quer dizer que está tudo bem perder seus prazos de trabalho ou não pagar seu aluguel, mas essas obrigações têm consequências sérias o suficientes para fazer você se preocupar com elas e garantir que sejam cumpridas. Por outro lado, você precisa configurar seus próprios sistemas para garantir o “pagamento” a si mesmo. Ninguém mais vai fazer isso por você.

Para isso, você precisa saber quais atividades são primordiais para manter o seu bem-estar. Essas serão as “tarefas” que você deve fazer para “pagar” a si mesmo, antes de qualquer outra coisa.

As tarefas não-negociáveis

Todos nós temos pequenas atividades rotineiras que, embora simples, nos trazem prazer ou relaxamento, como ler um livro, saborear lentamente uma xícara de café (antes de começar a trabalhar, não durante o trabalho) ou levar o cachorro para um passeio pela vizinhança. 

Experimente anotar suas atividades pessoais: as coisas para as quais deve reservar um tempo antes de verificar as tarefas de todos os outros campos da sua vida. Essas são as suas atividades não negociáveis, que você deve adotar sempre. 

Elas também podem ser suas MTIs (most important tasks, ou “tarefas mais importantes” em português), como resolver um problema que está te preocupando ou contribuir em algum projeto que seja importante para você.

Basicamente, não estamos falando de obrigações. Você não realiza suas tarefas não negociáveis porque sente que deve fazê-las, mas porque elas trazem alegria genuína e clareza para o seu dia. São pequenos compromissos diários que você deve fazer para si.

Como saber quais são minhas MTIs?

Saber quais tarefas são uma prioridade não negociável requer um certo nível de autoconhecimento. Para te ajudar, responda as seguintes perguntas:

  • Qual atividade me traria satisfação genuína neste momento?
  • O que será que, se eu concluir hoje, vai fazer toda a diferença no meu dia ou semana?
  • Se meu médico me desse apenas mais dois anos de vida, o que eu começaria a fazer com minha rotina daqui para frente para aproveitar mais os dias restantes?
  • No que eu gostaria de focar agora?

Uma dica é relacionar pelo menos uma das suas MITs com suas metas. Isso te dá a certeza de que está fazendo algo concreto a cada dia para que seu bem-estar se mantenha alto a longo prazo. Isso faz toda a diferença.

Como criar uma rotina produtiva com suas prioridades

Limite suas tarefas não negociáveis a até 3 por dia. Escolha, de preferência, atividades simples para que você não se pressione demais. Alguns exemplos são: meditar, se alongar, escrever, assistir a um TED talk, cozinhar, fazer uma caminhada, ler ou simplesmente tomar seu café da manhã com calma. Sendo assim, logo ao acordar, você pode ver um vídeo, fazer uma leve caminhada com o cachorro em volta do quarteirão e tomar um café da manhã caprichado logo em seguida.

Dessa forma, ao se pagar primeiro (logo no início do dia), você colocará a si mesmo como prioridade e vai sentir mais energia para dar conta das tarefas mais difíceis. Afinal, sua mente já relaxou ao consumir algo interessante, você já aproveitou o processo de preparação e degustação de algo delicioso e moveu as pernas enquanto apreciava algum tempo fora de casa.

Sendo assim, tente não jogar o hábito de se “pagar” para o final do dia ou apenas os momentos em que estiver mais livre, pois é provável que você nem o faça. A ideia aqui é te preparar para um dia mais calmo e produtivo. Você também poderá notar uma redução no seu nível de ansiedade e estresse a longo prazo.

Caso pense que você não tem tanto tempo sobrando assim para adotar suas atividades não negociáveis como as primeiras do seu dia, experimente adotar o método de se pagar primeiro por uma semana. Você verá que é muito mais fácil sair da cama sabendo que há atividades não negociáveis pela frente.

Agora que você sabe como criar uma rotina mais produtiva ao definir sua melhor prioridade (que é você mesmo!), queremos te apresentar mais um método parecido para adotar na sua rotina profissional. Trata-se de um hack que consiste em realizar as atividades mais difíceis logo no início da jornada de trabalho, mais conhecido como “engula este sapo!”. Já ouviu falar?

Confira o conteúdo que elaboramos sobre este assunto no blog e aproveite para aprender a usar este método usando nosso aplicativo, que acabou de ser lançado na Apple Store e Google Play!

SEGUNDA COM A SETTA

Comece sua semana recebendo nossa newsletter com os melhores hábitos e dicas sobre organização, produtividade e bem-estar.


Outros posts